sexta-feira, 16 de março de 2012

Entrevista: Raw Decimating Brutality

Como foi tocar pela terceira vez nas Caldas da Rainha, segunda vez no emblemático Colhões de Ferro?
Tocar nas Caldas é sempre fixe! A casa da Juventude é um local altamente para tocar ao vivo, tem boas condições, bons técnicos, boas organizações e um público altamente! É dos poucos locais em Portugal onde se vêem metaleiros e punks, tudo a curtir!!!


Tocaram o tema “Charco De Urina”, vai ser essa a temática do próximo registo?
Esse tema já é antigo, da altura do estrume!!! Essa musica está para o estrume assim como o “Fluido Vaginal” está para o “Sperm To Grind Your Ears”!!! Na altura ia-mos lançados nessa temática mas entretanto o baterista Hugo Ramone saiu da banda e parámos a saga do estrume como tal “Charco de Urina” e “Estrume À Bruta” nunca foram gravados!!!


Já estão a compor mais malhas novas?
Sim, já começámos a compor material novo!!! Já fazia algum tempo que não estávamos juntos única e exclusivamente para compor e isso é algo que gostamos mesmo de fazer porque nos divertimos imenso!!! Quanto a lançamentos é muito provável que saia cá para fora um trabalho ao vivo gravado em Vigo e certamente um Split ou 7’’ com estes temas novos, talvez no final do ano!!!


Porquê a temática ligada à construção civil no novo álbum?
Surgiu assim do nada na sala de ensaios enquanto estávamos a compor as músicas!!! Cada um ia sugerindo títulos e era de partir o coco a rir!!! Talvez porque a gente tenha uma ligação algo forte com as obras e essa temática faça algum sentido para nós!!!


E o estrume no Split…
Nessa altura ensaiávamos numa quinta em Panóias, aldeia perto da Guarda, e os campos estavam todos cheios de estrume!!! Sentia-se o cheiro na rua e havia imensos montes de estrume espalhados pelos campos!!! Por isso acho que fomos fortemente estimulados por essas sensações visuais e olfactivas!!!


Como foi a gravação do álbum? Foi tudo nas calmas, tinham algum tipo de pressão… E há quanto já tinham feito as músicas?
Foi tudo feito nas calmas sem qualquer tipo de pressão!!! Passámos por uma fase, depois da saída do Ramone, em que nos fechamos na sala de ensaios para ensinar as malhas velhas ao João e podermos tocar ao vivo. Tocámos bastante até que chegou a altura que sentimos necessidade de nos fecharmos de novo na sala mas desta vez para compor. Deve-se a isso o intervalo grande entre o último lançamento e este. Compor foi um processo relativamente rápido, provavelmente compusemos o disco num mês, talvez outro mês para ensaiar as músicas!!! O processo de gravação foi altamente mais uma vez, num ambiente descontraído, como um complemento de diversão!!! Gostámos de trabalhar com o Arlindo aquando da gravação dos temas para a compilação “Burned Alive”!!! Mais uma vez fomos bastante bem recebidos em casa dele!!!


Ao contrário da maioria das bandas de Grind os vossos temas são bastante divertidos. Acham que isso vos distingue das restantes bandas?
Em Portugal é possível pois conseguem perceber os títulos das músicas! De qualquer das formas achamos que toda a gente está aqui para se divertir por isso mais vale levar a cena para a comédia do que para coisas sérias!!!


O álbum tem distribuição um pouco por todo o mundo. Como é que têm sido as recepções ao mesmo?
Sim é verdade, a Vomit Your Shirt conseguiu colocar o disco em quase todo lado, ainda não está em África!!! Temos tido um feedback bastante positivo por mais incrível que pareça!!! Enviámos o disco para bastantes zines e tivemos várias críticas positivas umas menos boas mas a maioria deixou-nos admirados mesmo!!! Já pelo Facebook há muita gente que vem falar connosco pelo chat a felicitar-nos e etc. E isso deixa-nos muito contentes!!!


Já deram concertos lá fora e entretanto têm um em Itália… Como é que tem sido a recepção do público?
Tem sido bastante boa até porque talvez o nosso grande trunfo seja mesmo a apresentação da banda ao vivo!!! As nossas músicas são bastantes “catchys” com uma boa dose de agressividade por isso não é preciso estar muito familiarizado com o nosso som para ter vontade de dar um pé de dança!!!


Com o álbum cá fora, como é que vão ser os próximos meses?
O disco saiu em Outubro e até agora não parámos de tocar!!! Falta-nos fazer uma visita ao sul do país que está destinada para o Verão!!! Depois vamos acalmar um pouco com os concertos!!! Temos planos de fazer mais umas datas na Europa em 2012 mas provavelmente o objectivo agora será compor mais material!!!


Por último… Alguma mensagem final para os fãs…
Fãs… Se estiverem aí um forte abraço!!! Ao pessoal que aparece nos concertos e comprou o disco o nosso sincero obrigado pois não faria sentido tocar sem vocês!!! Um abraço a todos!!!

2 comentários:

  1. Foto da banda por: Peter Slaughter
    http://www.photoslaughter.blogspot.com/

    ResponderEliminar